Maria Gonzalez

Maria Fernanda Gonzalez é uma multi-instrumentista e jornalista de Barquisimeto, Venezuela. Após anos de estudo do cuatro (instrumento tradicional venezuelano), bandolim e violino, Maria decidiu assumir a bandola llanera, um obscuro instrumento venezuelano pouco executado por mulheres. Suas performances virtuosísticas na bandola llanera a fizeram ganhar prestigiados festivais, incluindo Festival de Música Llanera El Silbón (Venezuela), o festival Girara de Oro (Colômbia), a 32ª Oficina de Música Curitiba (Brasil), o Festival Internacional de Jazz de Barquisimeto (Venezuela) e Folklorico Festivais de Verão (Portugal e Espanha). Atualmente ministra workshops sobre a bandola llanera e está trabalhando na elaboração de um novo método de ensino universal para o instrumento.

Além do seu desempenho como instrumentista, seu envolvimento com a educação musical e a divulgação da bandola llanera, ela busca promover a integração das mulheres no campo da interpretação da música tradicional venezuelana, uma vez que elas são extremamente sub-representadas nessa área.

 


Lara Klaus

Lara Klaus é percussionista, baterista, educadora musical, cantora e compositora de Recife, Brasil. Graduada pela Universidade Federal de Pernambuco, tendo passado pela Universidade de Aveiro (Portugal), tem como foco principal o ensino da percussão brasileira tradicional, juntamente com os ritmos do Nordeste brasileiro. Lara se apresentou em importantes festivais de música no mundo, como Montreux Jazz Festival (Suíça), Latino Americando (Itália) e Samba Festival (Alemanha). Ministra oficinas e workshops para todas as idades no Brasil, Europa e Estados Unidos.  Como baterista e multi-instrumentista, ela tem trabalhado com renomados artistas brasileiros, incluindo Luciano Magno, Zé Manoel, Elba Ramalho, Roberto Menescal e Moraes Moreira. Atualmente, está finalizando um curso de Pós Graduação em Musicoterapia, além de lecionar música no Integrarte, uma organização sem fins lucrativos que trabalha com adultos com Síndrome de Down, do qual ela é diretora musical do grupo de percussão Maracaarte.

 


Daniela serna

Daniela Serna é compositora, percussionista, educadora e artista sonora de Bogotá, Colômbia. Como musicista e educadora, ela trabalha com estilos tradicionais caribenhos colombianos, em ritmos como cumbia, porro, fandango e currulao, bem como rock e pop, tendo viajado por países como Brasil, México, Uruguai e Argentina. Ela é fundadora do grupo La Perla, uma banda folk caribenha formada apenas por mulheres, recém ganhador do XXXI Festival de Gaita Larga Francisco Llirene em Ovejas, Sucre. Em 2014 apresentou "Bullerengue Covers", uma instalação em que explora a sonoridade do tambor alegre (tambor de mão) e do espaço ao redor. Em 2012, Daniela venceu o concurso da Señal Radio Colombia para tocar com a lendária cantora folk Petrona Martínez.

 


 

sara Lucas

Sara Lucas é cantora, compositora, guitarrista de Nova Iorque, Estados Unidos. Como fundadora e co-líder do Callers, projeto colaborativo com o compositor/produtor/guitarrista Ryan Seaton, ela co-produziu e lançou três álbuns (Fortune, Life Of Love e Reviver) e um "sete polegadas" em colaboração com Delicate Steve, um artista Luaka Bop. Com o Callers, excursionou pela Europa e América do Norte como atração principal e em apoio a outros grupos, como Dirty Projectors, Here We Go Magic, ESG e Wye Oak e dividiu palco com Nat Baldwin, Patti Smith, Arto Lindsey and Tune-yards. O grupo ganhou atenção em festivais como Primavera Club (Spain), Tanned Tin Festival (Spain), Crossing Brooklyn Ferry at BAM (Brooklyn, NY), Festival de la Musica Nelle (Italy) e Hillside Fest (Guelph, Ontario) e tocou como convidado no WNYC’s Soundcheck e Spinning On Air, VPRO em Amsterdam, Holanda, e no Dean Jackson Show na BBC em Nottingham, Inglaterra.   

Em 2015 Lucas atuou como facilitadora nas oficinas de produção com a juventude no Brooklyn e Hudson, Nova Iorque, com o Found Sound Nation e o Hear Be Dragons. Atualmente está trabalhando em seu primeiro disco solo.